Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


APRENDI COM A VIDA - NADA É FACIL, MAS QUANDO VALE A PENA, VALE MESMO :)

20.05.15

not easy.jpg

 

 

Aprendi com a vida que o mais importante nunca é o outro, mas a relação que construímos com aquele que amamos. A paz que existe, a alegria que se gera. O prazer que se cultiva, os pequenos gestos que fazemos para tornar o outro feliz e o que ele faz por nós. Não acredito na Pessoa Certa, acredito na relação certa que tem muito de alquímico e de misterioso e que faz com que o outro se torne A Pessoa Certa. Mas para o ser, tem de querer. E para querer, tem de acreditar nele e na sua capacidade de dar e de receber. Tudo começa e acaba em nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

HOJE ACORDEI A PENSAR - POMOS O AMOR ONDE QUEREMOS

10.12.14

love-doesnt-make-the-world-go-round-love-is-what-m

 

A partir de hoje vou tentar, de forma quase diária, alimentar esta nova rubrica do meu blog com uma ideia simples que faça a todos aqueles que a lerem passar um dia melhor, mais leve, menos só, mais cheio, com mais luz.

Não vai ser uma tarefa fácil, mas nunca gostei de coisa fáceis, por isso espero que gostem, e se de vez em quando falhar, pensem que estou sem computador, ou com gripe, ou  ocupada com outras coisas ou com vontade de desligar.

Sendo assim aqui vamos: pomos o amor onde queremos. Nos filhos, nos amigos, nos pais, nos nossos animais, no trabalho, nos sonhos, no passado, no futuro. Pomos o amor onde queremos porque o amor começa e acaba em nós; o amor que sentimos pelos outros é nosso e por isso temos o poder de o dar a quem queremos, ou de o guardar num lugar qualquer se quem amamos não põe o seu amor amor em nós. É fácil: basta comprar uma caixa e atirar lá para dentro o nosso amor. Se for um amor raro, não precisa de tampa, porque não foge. O amor vive dentro de nós, nasce e morre cá dentro. São o nosso discernimento e livre arbítrio que decidem como e a quem o devemos dar. E todos temos para dar. Mas todos temos o direito e o dever de o dar apenas a quem queremos e a quem o merece.

E quando o damos sem medo, continua a ser nosso; estamos apenas a partilhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Seguir no SAPO

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D